Estudos Bíblicos

O ESPÍRITO SANTO QUE AGE NA IGREJA UMA NECESSIDADE URGENTE.
  • Atos 1:1-11 - 4a. feira, 08/08/12 – AD São Mateus – Pr. Deiró de Andrade.

     

    Quando o povo de Deus se junta dirigido pelo Espírito Santo, Deus age por seu intermédio e faz grandes coisas.

     

    Lucas escreveu uma Obra, composta de dois volumes ou tratados. Dois Tomos, ou livros, ao mesmo destinatário, Teófilo (que significa Amigo de Deus), de alta posição no mundo romano e convertido ao Senhor Jesus Cristo.

     

    • No primeiro mostra Cristo, Sua obra e ensinamentos e, depois, no segundo, aponta a igreja de Cristo na qual vale a pena filiar-se, pois ela era impactada, movida, liderada e dirigida pelo poder do Espirito de Cristo.

     

    • Ele informa que o mesmo Jesus, que já lhe fora apresentado no primeiro tratado, voltou ao céu e derramou o Espírito Santo com objetivos claros de fazer que a igreja fosse a continuadora de sua obra e mensagem.

     

    O texto de hoje mostra Jesus, depois de ter sido ressuscitado pelo Pai, apresentando-se aos seus discípulos e lembrando a todos que João havia batizado com água, mas era o momento de eles serem batizados com o Espírito Santo, recebendo poder para tornarem-se suas testemunhas em todos os lugares.

     

    Percebendo a perplexidade dos discípulos, quando da subida de Jesus, os anjos apareceram para dizer que o mesmo Jesus que fora recebido nos céus voltaria da mesma maneira que o tinham visto subir.

     

     

    UMA CONSTATAÇÃO

     

    Vivemos dias de extrema confusão entre lideranças ditas evangélicas de toda ordem. Há uma necessidade urgente de retorno às Escrituras, observando-se a Doutrina da Graça de Deus em Cristo Jesus, e de uma volta urgente ao Primeiro Amor, redescobrindo-se a verdadeira espiritualidade no seio da igreja.

     

    • Muitos eventos promotores de ajuntamentos festivos abandonaram a mensagem da Cruz de Cristo como meio único e suficiente para a salvação eterna.

     

    • Já se promovem encontros de sofisticação para se viver mais e melhor no mundo, do que a pregação do arrependimento de pecados e conversão a Deus.

     

    • A simplicidade do Evangelho deu lugar a maratonas para se descobrir qual líder é mais eficaz, esfriando o amor de muitos por causa da iniquidade operando em muitos púlpitos e gabinetes e afrontando a Deus.

     

    • Quanto ao Culto é descomprometido com a glória de Deus;
    • Quanto Experiência espiritual com Deus é superficial;
    • Quanto a Doutrina é desprovido de conteúdo;
    • Quanto a Vida Cristã e Conduta Moral é destituído de ética e correção.
    • Quanto a Missão é ineficaz para transformação da geração presente.

     

    • Um evangelho que aponta o homem como protagonista da história pisa na Graça, deixando Deus como coadjuvante reativo, eleva autoestima, mas não gera uma nova criatura, pois cada um busca o que é propriamente seu.

     

    • Perdeu-se a identidade de igreja, pois se proclama mais a divisão e rebelião do que a união. Cristo e sua doutrina foram deixados do lado de fora.

     

    • Não há perspectiva de futuro nem rumo, pois as diretrizes passam a ser humanas e não divinas.

     

     

    Como voltar ao princípio do evangelho da cruz, então?

     

    1. Retornar ao evangelho da cruz, significa tornar o ministério da igreja uma continuidade do ministério de Cristo, continuando sua obra e ensino.

     

    Vs 1. “Fiz o primeiro relato, ó Teófilo, acerca de tudo o que jesus começou a fazer e a ensinar...”.

     

    1.                                           i.    Lucas escreveu dois livros que representam uma única obra. No primeiro volume, ele apresentou a Teófilo, um novo crente, a pessoa de Cristo, ordenando e organizando os fatos e sistematizando a distribuição histórica deles.

     

    1.                                         ii.    Ele apresentou Jesus a Teófilo de duas maneiras, o que ele fazia e o que ele ensinava,

     

    1. Jesus era coerente entre o que fazia e o que ensinava. Ele ilustrava com a vida o que ensinava,

     

    1. A conexão entre pregação e vida, ensino e ações era coerente. Falava como quem tem autoridade e não como os fariseus.

     

    1. Lucas queria que Teófilo entendesse que jesus era poderoso em ações e poderoso em palavras e que não tinha dupla personalidade.

     

    1. Lucas apresentou a Teófilo um Cristo que não tinha qualquer crise de personalidade, nem era hipócrita, mas que tinha autoridade moral para falar, pois fazia o que falava.

     

     

    1.                                        iii.    Agora ele está escrevendo o segundo volume de sua obra, na qual apresenta a Teófilo a igreja, que deve ensinar o que Jesus ensinava e fazer o que Jesus fazia.

     

    1. A igreja é uma continuidade das ações e ensinos de Jesus e vive o Evangelho da Cruz, pois é conduzida pelo poder do Espírito Santo.

     

    1. Há muitos cuja vida não é coerente com o que ensina, pois seu modelo se desvirtua da coerência de Jesus.
    2. Há pastores cujo ministério não são coerentes com Jesus, pois sua conduta não reflete a continuidade do que o Senhor fazia e ensinava.

     

    1.                                        iv.    Em atos, Lucas apresenta como a igreja faz, seguindo a Cristo.

     

    1. Ele mostra Pedro, Paulo, os Diáconos, e os demais irmãos, cada um contribuindo e se alegrando na comunhão.

     

     

    1. Uma igreja que decide retornar a cruz, significa que o Espírito Santo, que operava em Cristo é o mesmo que opera nela.

     

    Vs 2 – “... até o dia em que foi elevado ao céu, depois de ter dado mandamentos por intermédio do Espirito Santo aos apóstolos que escolhera...”.

     

    1.                                           i.    Lucas está dizendo para Teófilo que até os mandamentos dados por Jesus aos escolhidos, ele fazia por intermédio do Espirito Santo, portanto, sua vida, obra e ensino de Jesus eram por intermédio do Espirito Santo.

     

    1.                                         ii.    Lucas está a dizer a Teófilo que a igreja de Cristo tem o mesmo modelo. Não e o pastor quem diz o que será feito, mas o Espirito Santo, na vida do pastor é quem decide. A decisão é de Cristo, portanto o que não se submete, recebe reprovação do Espirito Santo.

     

    1.                                        iii.    Tudo é pelo Espirito Santo, então é uma boa igreja opara se congregar.

     

    1.                                        iv.    Teófilo leu o evangelho de Cristo, narrado por Lucas e, agora lê acerca de uma Igreja na qual se engajar e congregar, e que tem as mesmas características de Cristo, pois é dirigida pelo Espirito Santo.

     

     

    1.                                         v.    Lucas mostra as ações do Espirito Santo na Igreja.

     

    1. Maria chega na casa de Isabel. Lucas mostra Isabel cheia do Espirito Santo.

     

    1. Simeão orientado pelo Espirito Santo, foi ao templo ondetomou o menino nas mãos.

     

    1. João, o batista, tinha uma mensagem. “Batizo com água, mas depois de mim vem outro que é mais poderoso que eu. Ele vos batizará com Espirito Santo e com fogo”.

     

    1. Joao, batizando, vê o Espirito Santo em forma corpórea de pomba.

     

    1. Lucas 4:14, mostra alguém voltando para Galileia cheio do Espirito Santo.
    2. Lucas mostra Jesus lendo o profeta Isaias, no texto onde afirma que “o Espirito Santo está sobre mim...”.

     

    1. Lucas aponta o espirito santo dirigindo a obra .

     

    1.                                                                                           i.    Desde o nascimento de Joã e de jesus, até o templo em Nazaré no sábado, tudo é guiado pelo Espirito Santo.

     

    1. Lucas diz que o Espirito Santo que estava sobre Cristo, virá sobre a vida da igreja de Cristo.

     

    1.                                                                                           i.    Lucas 11:13 – “o Pai celeste dará o Espirito Santo ao que pedir”.

     

    1.                                                                                         ii.    Lucas 12 – “Não se preocupem, pois o Esprito Santo ensinará”.

     

    1.                                                                                        iii.    Lucas 24:49 – “envio sobre vos a promessa de meu pai. Fiquem na cidade até que sejas revestidos de poder”.

     

    1.                                                                                        iv.    Atos 2 – Espirito Santo está sendo derramado e a partir daí tudo é atribuído ao Espírito Santo e nunca ao homem.

     

    1.                                                                                         v.    Atos 5:3 – Quem mente contra o pastor, mente ao Espírito Santo.

     

    1. Lucas mostra para Teófilo que uma igreja assim é confiável, pois o mesmo Espirito que operava em Cristo opera na igreja.

     

    1. O diácono deve ser cheio do espirito santo.

     

    1. Quem se converte recebe o selo e o dom do espirito santo.

     

    1. O mártir sela o testemunho com sangue pelo poder do espirito santo como estevão..

     

    1. Pedro prega e o espirito santo caiu sobre todos os que ouviram, na casa de Cornélio.

     

    1. Paulo e barnabé são separados pelo espirito santo.

     

    1. Atos 15:28 - É obra do Espirito Santo que usa os homens, nos Concílios e convenções. Não são decisões da convenção, mas do Espirito Santo.

     

     

    1. Atos 15 – “pareceu bem ao Espirito Santo e a nós...”.

     

    1.                                                                                           i.    É uma igreja confiável.

     

    1.                                                                                         ii.    O Espirito Santo opera e quer operar. É o Espirito Santo de Deus dirigindo a igreja.

     

     

    1. Em Éfeso, muitos não tinham ouvido falar do Espirito Santo, mas Paulo orou e ELE veio sobre doze homem de uma vez.

     

    O problema da igreja e ficar perdida em métodos, uma revelação aqui e outra lá, abandonando as Escrituras. Surgem modas novas todos os dias. O jeito de alguém.

     

    A igreja de Jesus ouve a voz do Espírito de Cristo. ... Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz a igreja...

     

    O Espírito Santo foi quem escolheu e deu o pastor para igreja. O Espirito Santo outorgou poder ao pastor. O Espírito Santo levantou o pastor. O Espírito Santo dirige o pastor.

     

     

    Outra constatação

     

    Jesus estava interessado em que os discípulos que tinham sido testemunhas de sua morte, agora fossem testemunhas de sua ressurreição.

     

    Os que gravaram a morte de Cristo na cruz, agora precisam ver o Cristo ressurreto e testemunharem com autoridade que Cristo de fato morreu, mas está vivo. Eles podem afirmar que comeram com ele, por isso vivem e morrem por Cristo. Por isso não temem a morte pois sabem que ele garantirá a ressurreição para a Eternidade. Jesus continua vivendo e reinando para todo o sempre.

     

    O centro da pregação da igreja é Cristo morto e ressurreto ao terceiro dia. Não é e não pode ser a moda de chaves, de sal, de campanhas, de rosas, de outras coisas assim.

     

    Jesus disse que o reino era chegado e que as pessoas se arrependessem.

     

    Ele ordenou que buscassem primeiro o Reino e a justiça e depois as coisas seriam acrescentadas.

     

    O reino é como o grão de mostarda e se transforma numa árvore frondosa que agasalha a todos que precisam de abrigo. Salva pecador e transforma vida.

     

    O reino de Deus é como um tesouro que alguém encontra e abandona tudo por amor a ele, porque entende que nada é mais importante que o reino. O homem abre mão de tudo e renuncia tudo pelo investimento no reino dos céus pela eternidade inteira.

     

    Cristo pregava coisas acerca do reino de Deus, sempre o reino de Deus.

     

    A igreja pregava o Evangelho do Reino e ensinava que há um rei e este rei morreu mas ressuscitou. Ela incentivava as pessoas a buscarem em primeiro lugar este reino e não as coisas deste mundo. O reino de Deus não é comida ou bebida, mas gozo, paz e alegria no Espírito Santo.

    O reino é como a pedra pequena que cresce na visão de Daniel e que destrói o ouro, a prata, o bronze, ferro e até o barro. Ela vai encher o mundo inteiro.

     

     

    O evangelho do reino será pregado em todo o mundo e então vira o fim

     

    O reino acolhedor que salva pecadores e transforma vidas.

     

    A igreja declarava que que o governo de Deus está na terra. Há providência de Deus diariamente para a transformação e salvação. Deus muda velhos homens em novas criaturas.

     

    Porque os reinos do mundo serão de nosso Deus e do seu Cristo. Apoc.

     

    JESUS é o Rei dos reis e Senhor dos senhor, portanto o reino é dele.

     

    A praticidade.

     

    A igreja comprometida com a cruz e o Espírito Santo tem algumas questões de ordem prática.

     

    Vs 4-5 – Jesus ordenou que não se ausentassem de Jerusalém, aguardando a promessa, pois seriam batizados com o Espírito Santo dentro de poucos dias.

     

    a)    Onde a igreja tem que estar.

     

    1. O culto começou com 500 e terminou com 120.

     

    1. O pior lugar, o mais perigoso e ameaçador.

     

    1. Jesus sabia que a Galileia era mais segura, mas Jesus mandou que ficassem em Jerusalém. O lugar onde o desconforto de pegarem Jesus e chamaram de assessor de belzebu e pregaram na cruz, ainda era o lugar mais seguro, pois é assim que Deus quer.

     

    1.                                           i.    É o centro da vontade de Deus o lugar mais seguro. O centro da vontade de Deus passa pelo mandamento e pela ordenança.

     

    1.                                         ii.    A visão não pode ser fruto de conveniência egoísta e humanista. A vontade de Deus é o centro de nossa vida. Só podemos dizer que fazemos a vontade de Deus quando obedecemos sua orientação.

     

    1.                                        iii.    É Jerusalém, porque Jesus mandou que fosse Jerusalém e ponto.

     

    b)    O que a igreja tem que estar fazendo e oração e esperando.

    1. O pai prometeu em Joel.
    2. Joao anunciou
    3. Eu vos falei e ensinei varias vezes.

     

    c)    A igreja precisa estar onde Deus mandar e fazer o que Deus mandar. Não é geografia, mas é uma prática de vida. Não importam as circunstancias.

     

    Número dois.

     

    A igreja precisa evitar o duplo perigo. Ela evitará se obedecer a Jesus e ao Espirito Santo.

     

    a)    a tendência racionalista secularista.

     

    1. A modernidade mostra racionalismo exacerbado.

     

    Vs 6 - Os discípulos perguntam a Jesus se demoraria para que ele restaurasse o reino a Israel. Jesus observa a tendência secularista e repreende os discípulos informando que os tempos e estacoes pertencem a Deus. Ele disse: ficai em Jerusalém. Vocês precisarão do Espirito santo para implantar o reino.

     

    O Senhor fala de um reino celestial e os discípulos pensavam no Reino limitado, bairrista e mundano. Um reino de fronteiras e preconceituoso. Jesus pensa num reino que vai de Jerusalém até os confins da terra.

     

    Eles pensam num reino politico e Jesus fala do reino espiritual. Eles pensam no reino geográfico, Jesus pensa no reino no coração do homem.

     

    Eles querem derrotar Roma e instalarem um reino a partir de Jerusalém, Jesus  diz que eles vencerão o inferno e o reino das trevas.

     

    Eles pensam com as lentes da ideologia, Jesus com as lentes da teologia.

     

    A igreja não tem ideologia, mas tem a revelação do alto. Tem doutrina. Tem poder de Deus.

     

    Não se pode reduzir a igreja aos guetos eclesiásticos que se sentem donos do Reino, devemos nos contentar com o rei do reino. Com o Deus das bencçãos, mais do que com as bençãos.

     

    Quando se está contente com o rei da igreja, então a igreja começa a ser transformada a partir de nós.

     

    A igreja não pode ter a visão do jornal e perder a visão da palavra de Deus.

     

    Ela não pode ficar atuando por causa das notícias, mas por causa da palavra.

     

    Não pode ficar pensando no ouro e prata, mas no poder de dizer levanta-te e anda. Arrependa-se e creia no evangelho.

     

    Muitos mudam de igreja, mas nunca mudam o seu interior e continuam na mesma situação sempre. Deveriam mudar o coração e fazer a vontade de Deus.

     

    Olham para o mundão e não se voltam para o céu.

     

    b)   a tendência sobrenaturalista.

     

    1. Algo que beira ao esoterismo. Vêm Jesus subindo e ficam extasiados com o sobrenatural, parados e estáticos. Os anjos logo os despertam. Eles dizem que ele vai voltar e se vai voltar, vocês prestarão contas para ele.
    2. Não fiquem paralisados nas visões sobrenaturais, mexam-se. Porque ficam ai olhando para o alto. Ele vai descer de novo. Não se embriaguem.

     

    1. Digam pra todo mundo acerca do seu reino. Proclamem a verdade de sua morte e ressurreição. Mexam-se. Trabalhem. Deixem de pensar apenas em vocês e proclamem o evangelho de Cristo. Jesus está vivo.

     

    A igreja tem que ser dirigida pelo Espirito Santo.

     

    Não pode ser secularista e também não pode ser apenas sobrenaturalista como Corinto.

     

    Não apenas as reuniões onde alguns voam “no espirito”, mas alguém que proclama o arrependimento, pois Jesus morreu pelos pecadores e ressuscitou. Ele transforma vidas. Ele muda o coração do homem. Ele vive para sempre.

     

    A igreja discerne as coisas de Deus e cumpre a missão de Deus na terra

     

     

    Numero três.

     

    Precisamos crer na dupla promessa. –

     

    Vs 8 ao 11 – o espirito santo será derramado. A segunda é ele vai voltar.

     

    Duas perspectivas escatológicas., uma o espirito santo vira. Imediata. A outra posterior, ele virá de novo.

     

    A igreja que sabe que cristo vai voltar não cruza os braços, mas proclama a salvação pelo poder do Sangue de Jesus derramado na cruz. Ele quer o arrependimento dos pecados e a decisão de se voltar para ele para que sejam cheios do Espírito Santo.

     

    A igreja que crê faz a obra de Deus e vive em função disso. Há uma obra para ser realizada na terra.

     

    Na cabeça dos discípulos estava claro que eles tomariam o reino de Roma e a partir de Jerusalém eles governariam o mundo, mas Jesus diz que transformará o mundo, não com soldados armados e politicas nojentas de partidarismo, mas com pregadores do evangelho cheios do Espirito Santo. Pessoas sem medo da morte pois vivem no poder do Espirito Santo. Revolucionando o mundo com sua vida. E chacoalhando as instituições.

     

    Se os discípulos sonhavam num reino humano, Jesus mostra que o reino está dentro do homem. A igreja tem que seguir o que já está revelado.

     

    Deve submeter a agenda da igreja a agenda de Deus.

     

    Deve submeter suas vontades a vontade de Deus.

     

    Deve ser movida para a evangelização e se desprender do mundo.

     

    A igreja em que jesus reina é aquele que o espirito santo manda nela.

     

    A igreja, composta de sede e congregações não busca cada um o que é propriamente seu, mas o comum para todos. A benção para todos.

     

    A igreja não pode ser secularizada e viver misticamente e vazia do amor de Deus.

     

    Numero 4

     

    A dupla missão da igreja guiada pelo espirito santo.

     

    É função do Espírito Santo

     

    a)    Glorificar a Jesus. Convencer os pecadores do pecado, justiça e juízo. Fazer lembrar do que Jesus ensinou. Habitar na vida da igreja. Consolar e defender a igreja. Capacitar a igreja com dons. Produzir frutos que por si a igreja não consegue. A missão do Espirito Santo é realizado na vida da igreja.

     

    b)    A missão daquele que o Espirito Santo separou para o ministério.

     

    1. Paulo e Barnabé. Atos 13 – pregar o evangelho e anunciar o arrependimento e o governo de Deus. A glória de Deus. Não se proclamar a si mesmo. Não se glorificar, mas glorificar a Cristo.

     

    1. A igreja depende do Espirito Santo. A igreja que falha é porque se afastou do Espirito Santo. Não ganha almas, não batiza ninguém. Não consegue fluir, pois se afastou do Espirito Santo. Não um avivamento vazio que faz barulho mas não transforma ninguém. Não um movimento vazio de vigílias lotadas de gente que busca cada um o que é seu não o que é de todos.

     

     

    1.                                           i.    A igreja precisa buscar o avivamento. A igreja precisa clamar.
    2.                                         ii.    A igreja precisa depender do espirito santo.
    3.                                        iii.    A igreja precisa temer a Deus.
    4.                                        iv.    A igreja precisa confiar na providencia de Deus.
    5.                                         v.    A igreja precisa edificar crentes e treina-los para a obra de Deus se expanda em toda a terra.
    6.                                        vi.    A igreja precisa se submeter a diretriz de Deus.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    1. A igreja que vive o evangelho da cruz. E ande no poder do espitio santo,.

    Ha muitos que nao tem coerência. Falam uma coisa e vivem outra coisa. O modelo de vida não ‘q o modelo de vida de jesus. Nao tem coerência com jeus. Pastores = uw nao tem coerência com jesus, nao representa a continuidade da igreja de jesus e seu ministeroio.





Congregações

Selecione abaixo a congregação para acessar a Home Page.

Programação

Escola Bíblica
Domingos 9:00hs
Culto da Família
Domingos 18:30hs
Batismo e Santa Ceia
1° Sábado de cada mês - 19:00hs
Cultos da Noite
2° a 6° feira - 19:30hs
Cultos da Tarde
2° a 6° feira - 15:00hs
Cultos da Manhã
2° a 6° feira - 09:00hs
Ensaio Nova Geração
Domingos 11:00hs

Anúncios

Igreja Evangélica Assembléia de Deus em São Mateus
Matriz: Av. Mateo Bei, 263 - São Mateus - São Paulo - SP - Cep: 03949-010
(11) 2919.4244 (atendimento de segunda a sexta das 14h00 as 21h00 - exceto feriado)