Estudos Bíblicos

SANTIDADE, UM DESEJÁVEL CAMINHO PROPOSTO PELO ESPÍRITO SANTO
  • Isaias 35:8 – AD São Mateus – 4a. feira, 05/09/12 – Pr. Deiró de Andrade.

     

    Isaias 35:1-10 – “O deserto e a terra se alegrarão; o ermo exultará e florescerá como o narciso. Florescerá abundantemente, jubilará de alegria e exultará; deu-se-lhes a glória do Líbano, o esplendor do Carmelo e de Sarom; eles verão a glória do Senhor, o esplendor do nosso Deus. Fortalecei as mãos frouxas e firmai os joelhos vacilantes. Dizei aos desalentados de coração: Sede fortes, não temais. Eis o vosso Deus. A vingança vem, a retribuição de Deus; ele vem e vos salvará. Então, se abrirão os olhos dos cegos, e  se desimpedirão os ouvidos dos surdos; Os coxos saltarão como cervos, e a língua dos mudos cantará; pois águas arrebentarão no deserto, e ribeiros, no ermo. A areia esbraseada se transformará em lagos, e a terra sedenta, em mananciais de águas; onde outrora viviam os chacais, crescerá a erva com canas e juncos. E ali haverá bom caminho, caminho que se chamará o Caminho Santo; o imundo não passará por ele, pois será somente para o seu povo; quem quer que por ele caminhe não errará, nem mesmo o louco. Ali não haverá leão, animal feroz não passará por ele, nem se achará nele; mas os remidos andarão por ele. Os resgatados (hino HC) do Senhor voltarão e virão a Sião com cânticos de júbilo; alegria eterna coroará a sua cabeça; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido”.

     

    Quando o Espírito Santo teve por necessidade tratar com os crentes acerca do comportamento na vida, frente às lutas e provações e, os meios de perseverança para vencê-las, ELE relembrou esta passagem de Isaias.

     

    Instruindo a Igreja composta de gentios e hebreus convertidos, sobre do exemplo de Jesus, o Espírito Santo ensinou que as provações revelam o amor de Deus para com seus filhos, pois têm o condão de levar-nos à participação de sua santidade.

     

    Hebreus 12:1-13- “Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta. Olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma. Ora, na vossa luta contra o pecado, ainda não tendes resistido até ao sangue e estais esquecidos da exortação que, como a filhos, discorre convosco: Filhos meus, não menosprezes a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por ele és reprovado; Porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe. É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como filhos); pois que filho há que o pai não corrige? Mas, se estais sem correção, de que todos se tem tornado participantes, logo, sois bastardos e não filhos. Além disso, tínhamos os nossos pais segundo a carne, que nos corrigiam, e os respeitávamos; não havemos de estar em muito maior submissão ao Pai espiritual e, então, viveremos? Pois eles nos corrigiam por pouco tempo, segundo melhor lhes parecia; Deus, porém, nos disciplina para aproveitamento, a fim de sermos participantes de sua santidade. Toda disciplina, com efeito, ao momento não parece ser motivo de alegria, mas de tristeza; ao depois, entretanto, produz fruto de justiça. Por isso, restabelecei as mãos descaídas e os joelhos trôpegos; e fazei caminhos retos para os pés, para que não se desvie o que é manco; antes, seja curado”.

     

    Para se entrar naquele lugar da santidade do Altíssimo, há regras e uma das principais é que somente se tem acesso pela porta, pois os que quiserem entrar por outra maneira serão lançados fora.

     

    João 10:1-7 – “Em verdade, em verdade vos digo: o que não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador. Aquele, porém, que entra pela porta, esse é o pastor das ovelhas. Para este o porteiro abre, as ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as suas próprias ovelhas e as conduz para fora. Depois de fazer sair todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e elas o seguem, porque lhe reconhecem a voz; mas de modo nenhum seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. Jesus lhes propôs esta parábola, mas eles não compreenderam o sentido daquilo que lhes falava. Jesus, pois, lhes afirmou de novo: Em verdade, em verdade vos digo: eu sou a porta das ovelhas”.

    É tão séria essa questão da santidade que o Espírito Santo cataloga de forma muito clara a maneira de se poder chegar a entrar na Cidade Santa, e, de forma contundente afirma que, os acostumados a entrar por outra parte, ficarão de fora.

     

    Apocalipse 22:12-17 – “E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim. Bem aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que lhes assista o direito à árvores da vida, e entrem na cidade pelas portas. Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a brilhante Estrela da manhã. O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aqueles que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida”.

     

    1. 1.    O CAMINHO DA SANTIDADE É O SANGUE DO CORDEIRO.

     

                Essa verdade nos leva à cruz de Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Há algumas pessoas que não conseguem compreender o cristianismo porque, dizem eles, tem sangue e sofrimento de Deus. Chegam a dizer que não podem se conformar em que se possa comer a carne e beber o sangue de Deus, porque isso contraria justamente tudo o que se fez durante a história humana, pois sempre foi o homem que ofereceu sacrifício de carne e sangue para a divindade.

     

                Todo progresso histórico tem sido feito ao custo de muito sangue. A revolução da Independência de nosso país tem um jargão que todo brasileiro conhece de cor: “Independência ou morte”. Sim, o preço de lutas  enfrentamentos para se avançar sociologicamente.

     

                A história humana tem avançado a preço de sangue, quando um povo pega em armas por sua independência, quando alguém se engaja numa luta por liberdade de expressão, ou quando se quer preservar fronteiras de liberdade de um país.

     

                O Espírito Santo, então, usa esta figura para dizer que o caminho do sangue é o modo da vida, mas propõe um caminho inverso, vez que o sangue a ser derramado para a vida nova é o do próprio Filho de Deus, como um Cordeiro destinado ao holocausto.

     

    Hebreus 9:16-22 – “Porque, onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador, pois um testamento só é confirmado no caso de mortos; visto que de maneira nenhuma tem força de lei enquanto vive o testador. Pelo que nem a primeira aliança foi sancionada sem sangue; Porque, havendo Moisés proclamado todos os mandamentos segundo a lei a todo o povo, tomou o sangue dos bezerros e dos bodes, com água, e lã tinta de escarlate, e hissopo e aspergiu não só o próprio livro, como também sobre todo o povo, dizendo: Este é o sangue da aliança, a qual Deus prescreveu para vós outros. Igualmente também aspergiu com sangue o tabernáculo e todos os utensílios do serviço sagrado. Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão”.

     

                Sim, é o sangue o elemento que foi escolhido por Deus para se fazer a expiação do pecado, afim de se santificar o povo de Deus.

     

    Levítico 17:11 – “Porque a vida da carne está no sangue. Eu vô-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pela vossa alma, porquanto é o sangue que fará expiação em virtude da vida”.

     

                Com esta verdade espiritual já exposta ao mundo, visto que chegara a plenitude dos tempos, quando o Cordeiro de Deus seria imolado para remissão, tirando os pecados do mundo, o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, proclamou o poder do seu sangue.

    Mateus 26:26-29 – “Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; Isto é o meu corpo. A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados”. E digo-vos que, desta hora em diante, não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber, novo, convosco no reino de meu Pai”.

     

    Quando chegou o tempo de doutrinar a novel igreja compota por hebreus e povos gentílicos, o Espírito Santo usou o irmão Paulo, preparado por Deus e, que assim afirmou, acerca deste assunto que é a mais importante mensagem à humanidade:

     

    1a. Coríntios 11:23-26 – “Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei; Que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor até que ele venha”.

     

    Quando tudo terminar nesta vida e nesta terra, então entraremos diante do Senhor, nosso Deus e Pai, que investiu a vida de seu Filho Unigênito para nos resgatar do pecado e da morte.

     

    João, apóstolo do nosso Senhor Jesus Cristo, ao ter a visão deste momento ficou paralisado, mas o Espírito Santo o encorajou para que escrevesse o que temos nas Sagradas Escrituras:

     

    Apocalipse 7:9-17 – “Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar; de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de vestiduras brancas, com palmas nas mãos; e clamavam em grande voz, dizendo: Ao nosso Deus, que se assenta no trono e ao Cordeiro, pertence a salvação. Todos os anjos estavam de pé rodeando o trono, os anciãos e os quatro seres viventes, e ante o trono se prostraram sobre o seu rosto, e adoraram a Deus, dizendo: Amém! O louvor, e a glória e a sabedoria, e as ações de graças e a honra, e o poder, e a força sejam ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amém! Um dos anciãos tomou a palavra, dizendo: Estes, que se vestem de vestiduras brancas, quem são e donde vieram? Respondi-lhe: meu senhor, tu o sabes. Ele, então, me disse: São estes os que vêm da grande tribulação, lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro, razão por que se acham diante do trono de Deus e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que se assenta no trono estenderá sobre eles o seu tabernáculo. Jamais terão fome, nunca mais terão sede, não cairá sobre eles o sol, nem ardor algum, pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima”.

     

                Qualquer caminho que alguém proponha para a salvação, e que não passe pela santificação alcançada pelo Sangue do Cordeiro é uma farsa. Somente ha salvação em Cristo Jesus, pelo poder de sua morte e derramamento de sangue.

     

                Chegará o dia em que o Senhor julgará as pessoas, separando aqueles que estiverem preparados para entrar em sua cidade e em sua Eterna Casa, e o fará por meio de Jesus, seu Filho, que morreu na cruz do calvário, derramando seu sangue por nossa salvação e santificação.

     

    Atos 17:30-31 – “Ora, não levou Deus em conta os tempos da ignorância, agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependam; porquanto estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de um varão que destinou, e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos”.

     

    Sim, isto mesmo, Deus demonstrou seu grande poder ao ressuscitar o Seu Filho, que está preparado para o julgamento de todos os povos.

     

    Efésios 1:18-20 – “Iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual é a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da sua herança nos santos, e qual a suprema grandeza do seu poder para com os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder; o qual exerceu ele em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar à sua direita nos lugares celestiais, acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir não só no presente século, mas também no vindouro. E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja, a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas”.

     

                Os que já morreram também experimentarão a ressurreição pelo mesmo poder de Deus que ressuscitou a Cristo, depois de sua morte expiadora.

     

    1a. Coríntios 6:14 – “Deus ressuscitou o Senhor e também nos ressuscitará a nós pelo seu poder”.

     

    1. 2.    O CAMINHO DA SANTIDADE É O ARREPENDIMENTO.

     

    Ninguém entrou ou entrará no reino de Deus com mania de auto suficiência, arrogância ou soberba. Quem quiser entrar, deverá vir de cabeça baixa e rosto banhado de lágrimas de arrependimento das bobagens que tem feito na vida. Precisarão ter convicção de que a vida anterior não era a desejável para um súdito do reino de Deus e que, portanto, deve renegar sua velha maneira de viver.

     

    Judas 1:17-23 – “Vós, porém, amados, lembrai-vos das palavras anteriormente proferidas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo, os quais vos diziam: No último tempo, haverá escarnecedores, andando segundo as suas ímpias paixões. São estes os que promovem divisões, sensuais, que não têm o Espírito. Vós, porém, amados, edificando-vos na vossa fé santíssima, orando no Espírito Santo, guardai-vos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna. E compadecei-vos de alguns que estão na dúvida; salvai-os, arrebatando-os do fogo; quanto a outros, sede também compassivos em temor, detestando até a roupa contaminada pela carne”.

     

    Alguns há que, a todo tempo, procuram justificar suas ações pecaminosas, apontando como atenuantes as circunstâncias e pessoas que as teriam levado ao erro.

     

    Lucas 13:1-3 – “Naquela mesma ocasião, chegando alguns, falavam a Jesus a respeito dos galileus cujo sangue Pilatos misturara com os sacrifícios que os mesmos realizavam. Ele, porém, lhes disse: Pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus, por terem padecido estas coisas? Não eram, eu vo-lo afirmo; se, porém, não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis”.

     

                A maneira de se fazer as coisas direito é apresentar-se a Deus com coração contrito e arrependido declarando seu arrependimento e, pedir perdão dos seus pecados, pois os que assim procedem têm em si mesmo a experiência do perdão e da santificação pelo poder de Jesus Cristo.

     

    1a. João 1:5-10 – “Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. Se dissermos que mantemos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós”.

     

    O poder da misericórdia de Deus para com os arrependidos é cantado por Davi, no célebre salmo do triunfo do bem.

     

    Salmo 103:1-12 – “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nem um só dos seus benefícios. Ele é quem perdoa as tuas iniquidades; quem sara todas as tuas enfermidades; quem da cova redime a tua vida e te coroa de graça e misericórdia; quem farta de bens a tua velhice, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia. O Senhor faz justiça e julga a todos os oprimidos. Manifestou os seus caminhos a Moisés e os seus feitos aos filhos de Israel. O Senhor é misericordioso e compassivo; longânimo e assaz benigno. Não repreende perpetuamente, nem conserva para sempre a sua ira. Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniquidades. Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem. Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões”.

     

    1. 3.    O CAMINHO DA SANTIDADE É O CAMINHO DA FÉ.

     

    A fé é o alicerce de toda a vida.

     

    Jesus afirmou que o Reino dos céus é semelhante aos agricultores que cultivam a terra e semeiam aquilo que já está em suas mãos porque acreditam que aquelas sementes produzirão, cem, sessenta ou trinta por cada uma delas.

     

    Mateus 13:8 – “Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto; a cem, a sessenta e a trinta por um”.

     

    O motorista que anda pelas estradas de noite precisam acreditas que as pontes estão sobre os rios e que a estrada está no seu lugar, porque não dá tempo de sair metros adiante do carro para investigar. Assim é a fé. Ela é a certeza daquilo que se espera e a prova daquilo que se não vê.

     

    Da mesma forma as pessoas devem vir a Cristo, recebendo-o como seu Suficiente e Único Salvador, abandonando todos os seus pecados para segui-lo. Jesus é a resposta e o remédio para os problemas que impedem o homem de viver na eternidade com Deus.

     

    Em Cristo, nosso futuro está garantido. Ele é o piloto que comanda o barco da salvação pelos bravios mares da vida.

     

    467 – HC

    Oh! Por que duvidar, sobre as ondas do mar, Quando Cristo caminho abriu?

    Quando forçado és, contra as ondas lutar, seu amor a ti quer revelar.

     

    Solta o abo da nau. Toma os remos na mão. E navega com fé em Jesus;

    E, então tu verás que bonança se faz, pois com ele seguro serás.

     

    Trevas vêm te assustar, tempestades no mar? Da montanha o mestre te vê.

    E na tribulação ele vem socorrer. Sua mão bem te pode suster.

     

    Podes tu recordar maravilhas sem par? No deserto ao povo fartou.

    E o mesmo poder ele mesmo terá, pois não muda e não falhará.

     

    Quando pedes mais fé, ele ouve, oh crê. Mesmo sendo em tribulação.

    Quando a mão de poder o teu ego tirar, sobre as ondas poderás andar.

     

    1. 4.    O CAMINHO DA SANTIDADE É A CONFISSÃO.

     

    O Senhor Jesus é o nosso Salvador Único, Exclusivo e Suficiente. Quem nele crer não será confundido. É preciso abrir o coração para ele e, igualmente é necessário abrir a boca em confissão clara da crença nesta verdade inegociável da fé.

     

    Mateus 10:32-33 – “Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus; Mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus”.

     

    Alguns sentem-se acuados diante de supostos amigos, quanto ao dar testemunho de sua fé, chegando mesmo a ter comportamento diferente daqueles esperado de um servo de Deus.

     

    Salmos 119:41-46 – “Venham também sobre mim as tuas misericórdias, Senhor, e a tua salvação, segundo a tua promessa. E saberei responder aos que m insultam, pois confio na tua palavra. Não tires jamais de minha boca a palavra da verdade, pois tenho esperado nos teus juízos. Assim, observarei de contínuo a tua lei para todo o sempre e andarei com largueza, pois me empenho pelos teus preceitos. Também falarei dos teus testemunhos na presença dos reis e não me envergonharei. Terei prazer nos teus mandamentos, os quais amo. Parta os teus mandamentos, que amo, levantarei as mãos e meditarei nos teus decretos. Lembra-te da promessa que fizeste ao teu servo na qual me tens feito esperar”.  

     

    Encontramos um testemunho de confissão que gerou resultados surpreendentes na passagem em que o mordomo mor de Candace, a rainha dos etíopes, foi evangelizado por um diácono da igreja; Ele teve em si cumprida a justiça de Deus pelo batismo.

     

    Atos 8:36-39 – “Seguindo eles o caminho fora, chegando a certo lugar onde havia água, disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que seja eu batizado? Filipe respondeu: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Então, mandou parar o carro, ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco. Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, não o vendo mais o eunuco; e este foi seguindo o seu caminho, cheio de júbilo”.

     

    Esta forma de confissão é a mesma trazida pelo Espírito Santo, através dos escritos do apóstolo Paulo.

     

    Romanos 10:4-11 – “Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê. Ora, Moisés escreveu que o homem que praticar a justiça decorrente da lei viverá por ela. Mas a justiça decorrente da fé assim diz: Não perguntes em seu coração: quem subirá ao céu, isto é, para trazer do alto a Cristo; ou, quem descerá ao abismo?, Isto é, para levantar Cristo dentre os mortos. Porém que se diz? A palavra esta perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a palavra da fé que pregamos. Se, com a tua boca confessares Jesus como Senhor e, em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação. Porquanto a Escritura diz: Todo aquele que nele crê não será confundido”.  

     

    1. 5.    O CAMINHO DA SANTIDADE É A SIMPLICIDADE DO EVANGELHO.

     

    O Caminho da santidade em Cristo é tão simples que o próprio Deus afirma que mesmo um tolo não errará. Aquele que vem a Cristo, deixando os seus pecados andará no caminho da cruz, confiando no poder do sangue de Cristo, arrependido de seus pecados e confessando o Senhor como seu suficiente, exclusivo e único salvador.

     

    1a. Pedro 1:17-18 – “Ora, se invocais como Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo as obras de cada um, portai-vos com temor durante o tempo da vossa peregrinação, sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição , recebestes dos vossos pais”.





Congregações

Selecione abaixo a congregação para acessar a Home Page.

Programação

Escola Bíblica
Domingos 9:00hs
Culto da Família
Domingos 18:30hs
Batismo e Santa Ceia
1° Sábado de cada mês - 19:00hs
Cultos da Noite
2° a 6° feira - 19:30hs
Cultos da Tarde
2° a 6° feira - 15:00hs
Cultos da Manhã
2° a 6° feira - 09:00hs
Ensaio Nova Geração
Domingos 11:00hs

Anúncios

Igreja Evangélica Assembléia de Deus em São Mateus
Matriz: Av. Mateo Bei, 263 - São Mateus - São Paulo - SP - Cep: 03949-010
(11) 2919.4244 (atendimento de segunda a sexta das 14h00 as 21h00 - exceto feriado)